sábado, 27 de dezembro de 2014

My Wedding: Say yes to the dress

A parte mais difícil para a mulher é a escolha do vestido.
Depois de ter fechado a igreja e o Ruella, a primeira coisa que fui em busca foi o tal.
Marquei em 3 lojas no mesmo dia. 2 delas entrei e não gostei de nada. A vendedora desolada me pergunta "você não vai experimentar nenhum mesmo?". Pensei: se provasse qualquer um vestido cafona daqueles, acho que teria azar pelo resto do casamento. 
Educadamente, mandei um "não, obrigada".

Entrei na A Modista, loja vintage e linda que já conhecia desde o casamento da minha querida irmã.


Já tinha uma referência em mente, seria um misto da gola e mangas de um vestido preto que fotografei em uma revista há muitos anos atrás (antes mesmo de pensar que um dia casaria), com um vestido que amei da princesa Kate, além das costas todas rendadas.

Foram mil referências que peguei, mas estava bem focada. Já sabia o que queria: nada de branco, mas sim offwhite, nada de tomara que caia, sim para rendas e por aí fui construindo o meu sonho.

Depois de saber que a versão noiva do vestido da Kate tinha saído da loja meia hora antes de chegarmos, desanimei. Aparentemente não tinha curtido nenhum deles…
Até que ali estava ele escondido e minha querida amiga Cris o viu no manequim. Não dei muita importância, mas resolvi provar. 

Tem um programa bem tosco sei lá em que canal que chama "Say yes to the dress".
E é isso mesmo que acontece. Quando a gente prova "o" escolhido, a gente sente.

Chorei, pulei, foi uma emoção imensa. Sabia que seria ele. Nunca imaginei que seria tão decidida na minha vida. Não quis provar mais nenhum, desmarquei as outras lojas. Era esse e ponto final.

 

Eu na primeira prova. Feliz.


Detalhe do bordado na parte interna, bem pertinho do coração <3




Nenhum comentário:

Postar um comentário