sábado, 27 de dezembro de 2014

My Wedding: os padrinhos mágicos

Não queríamos mil pessoas no altar da igreja e o mantra do casamento sempre foi: poucos e bons.

Sem muitas restrições na vestimenta (o que é sempre um assunto delicado). Mulheres de longo cada uma de uma cor, sem ser estampado (esse detalhe gerou muitas discussões) e homens de terno cinza, de qualquer tom, com a gravata azul Tiffany que dei para eles ficarem uniformizados além da cravínea que colocaram na lapela para a cerimônia.

E, como tudo tinha que acontecer perfeitamente, na reunião com o padre, ele pediu para nomearmos alguém para ler as passagens da Bíblia na cerimônia. Sem dúvida e sem receio algum, elegemos o Junior.

Não disse que tudo acabaria perfeito?



Amor infinito <3


Nenhum comentário:

Postar um comentário