domingo, 16 de março de 2014

Tempo, tempo, mano velho falta um tanto ainda eu sei...

Os dias passam rápido. Sabia que este ano seria assim, mas há um enorme abismo entre o saber e o vivenciar.

Ao entrar no site que é praticamente meu guru, no qual publico várias de suas fotos aqui para ilustrar meu posts, ele fala do tempo.

Há pouco estava chorando igual a uma tonta na passagem do ano: 2014. Um ano de muita responsabilidade e de pequenas grandes mudanças na minha vida.

Almejei que tudo desse certo sempre, saúde para toda minha família e amigos, felicidade, paz, prosperidade, dinheiro, e sol, muito sol.

Tenho me dedicado com intensidade ao trabalho, mudanças e coisas boas vem chegando. Em contrapartida, horas a mais diárias e dedicação mais profunda. 
Voltei aos treinos no Ibira no início do ano, minha eterna peleja contra a preguiça e o sedentarismo.
Checkup. Tudo certo. Meu colesterol volta a ficar normal (ufa!).
Vida desregrada, comida junkie, pouco tempo para cuidar de mim e muito tempo dedicado ao casamento.

Casamento. Cada coisa que eu fecho, aparece mais umas 5 para ver. Tá tudo meio que interligado e estou adorando esta brincadeira de ser princesa um dia. Confesso que está me tomando um bom tempo de horas navegadas na internet e ao vivo, pensamentos, conversas e devaneios.

Lua-de-mel. A tão sonhada viagem. Europa de novo, é claro. Onde mais poderia ser? Começo a pagar e minhas economias se esvaem por um buraco negro. Não reclamo, tenho certeza que valerá a pena.

O Lollapalooza que estava tããão longe lá em novembro quando comprei e estamos a 3 semanas dele. Jajá terei visto outros shows incríveis para colocar no currículo e guardar na memória.
Depois Copa. E assim vai 2014.

Tempo, precioso tempo: posso te pedir para passar mais rápido em certos momentos e um pouco menos depressa nos melhores deles?



i can read


Nenhum comentário:

Postar um comentário