sábado, 28 de dezembro de 2013

2013 em posts

Chega esta época do ano e a gente começa a fazer o balanço das coisas boas que aconteceram, dos planos postergados e da expectativa para o ano que nascerá em breve.

Não posso reclamar de 2013, muito pelo contrário, apesar do final "13" em que muitos acreditam ser um número de azar, realizei muitos sonhos e passei o ano em grandes momentos. O ano já começou com tudo, pegando fogo desde o primeiro dia (aqui)

Virei o ano em SP. Perdi as contas de quantos anos isso não acontecia. Foi divertido, champagne, fogos, música e dança. Surpreendente.

Amor. Amo cada dia mais (aqui). Certamente mais que ontem e menos que amanhã. O dia-a-dia em que os detalhes fazem a diferença, com atitudes lindas e que aquecem meu coração. A saudade de estar longe dele enquanto viajei, que só fortaleceu ainda mais nosso relacionamento. Ficamos noivos (aqui)! Mais um passo para intensificar ainda mais este amor e no futuro crescer esta família linda.

Trabalho. Trabalhei bastante, confesso. Equipe desfalcada, novo chefe, muitos projetos, meetings, viagens, corridas e por aí vai. Em alguns momentos, deixei de fazer minhas coisas, ir ao supermercado, passear no shopping, escrever no blog pois vivi para o trabalho muitos meses de 2013 (aqui). Conheci pessoas incríveis, agências, jornalistas e maratonistas. Se valeu a pena? Com certeza. 

Viagens. Muitas. E bem inesperadas! Começo realizando o meu sonho de conhecer Londres (aqui - meu olho enche de lágrimas toda vez que releio este post), fui para o Rio algumas vezes, Salvador, Porto Alegre e até do outro lado do mundo no Japão (aqui) pude ir. Viagens são sempre bem vindas, mais cultura, mais fotos, aprendizados, inglês e outras línguas. Sensacional.

Amigos. Vivendo a vida e bons momentos ao lado deles. Quando viramos gente grande, aprendemos que aquele convívio diário no estilo escolar dos amigos muda. Podemos ficar cem anos sem encontrá-los, que viram cem intensos anos vividos dentro de poucas horas (aqui). Aprendi com a vida a selecionar as amizades, de estar sempre próxima de quem realmente se importa comigo (e vice-versa!). Em 2013, deixei alguns pelo caminho para cultivar novos (aqui).

Família. Um convívio mais intenso. Fiquei mais caseira, mais família e talvez isso se deva ao meu ascendente em câncer, já que dizem as más línguas que depois dos 30 somos mais nosso ascendente do que nosso próprio signo (estarão com os dias contados esta minha indecisão libriana?). Minha querida irmã casou, numa cerimônia linda (aqui). Família, amigos e todo mundo reunido.

Agora desacelero o ritmo, organizo minha casa, minhas idéias e minhas coisas para me preparar para o ano que está em loading quase 100%.

Obrigada Vida por tudo de maravilhoso que você me proporcionou e me proporciona. Continuarei seguindo pelo caminho do bem.





@ the tube - London 2013

Nenhum comentário:

Postar um comentário