sábado, 28 de dezembro de 2013

10 músicas viciantes (parte II)

É claro que a gente tem as favoritas que ficam guardadas na memória e no coração. Mas estou sempre aberta as novas músicas que repetem em voz alta na minha cabeça. 

Talvez esta seleção não seja um segredo, pois muitas delas já postei aqui no blog. A novidade é a descoberta por que elas viciam. 

Segue a seleção atualizada do post antigo:




1. "Home": Edward Sharp & the Magnetic Zeros - linda, maravilhosa, sensível, romântica, tudodebom.com.br! Por que vicia: este jogral é lindo, as 2 vozes se complementam, os assobios fofos, além de tocar meu coração quando "home is wherever with you" (refrão) e "I was falling deep deeply in love with you" (3'40'')





2. "Under your spell": Desire - É da trilha sonora do filme Drive e está no meu top played do iTunes (49x tá bom?). Diz pouco, mas diz tudo. AMO esta música, sem contar neste filme e nos atores, certamente um dos que mais gosto nesta vida. Por que vicia: pelo arranjo (um zum zum zum que sei lá que instrumento é esse) por que "I do nothing but think of you" e "you give me under your spell" (refrão) 





3. "Flight Attendant": Josh Rouse - música chic, sensual, trilha sonora do filme "Comer, Rezar e Amar". Por que vicia: O piano e a percussão (aquela batidinha que acompanha a música inteira), sem contar na voz rouca dele. Sem dúvida!





4. "Young and beautiful": Lana del Rey - talvez a que mais ouvi nestes últimos meses. É linda, apesar de um pouco melancólica. Ela parece uma diva dos anos 80 no clipe. Por que vicia: além da voz dela do refrão, amo a parte dos 2'57'' que ela "shine like diamonds!"





5. Life on Mars?: David Bowie - não entendia por que minha BFF Cris amava tanto este cara. Passei a compreender exatamente depois de ver uma das melhores exposições que já fui, "David Bowie is" no Victoria & Albert Museum. Realmente ele é um gênio. Por que vicia: por que os "sailors fighting in the dance hall" e "it's the freakiest show" (refrão), além do "Mickey Mouse has grown up a cow" no 1'52''





6. "Nightcall": Kavinsky - também da trilha sonora do Drive. Sei lá o motivo, mas esta música me lembra a galeria Ouro Fino. Por que vicia: as batidas eletrônicas duras e metálicas são demais. Sem contar na voz dele com efeitos em contraponto ao "there's something inside you, it's hard to explain" no 1'16'' e as batidas a partir dos 3'42''. 





7. "Kill the DJ": Boomin - conheci esta banda louca de Wigan no The Cavern Club em Liverpool, a casa de shows underground onde os Beatles começaram. Assistimos o show inteiro, o baixista fazendo caras e bocas (o loiro freak do vídeo) e eu e o Du tomando todas. Ao final, comprei um CD por 10 libras e pedi autógrafo de todos. Por que vicia: além do "Hey hey kill the DJ" (refrão), e do protesto no 2'21'' "live music all the way, no DJ pressing play, live music all the way…"





8. "London Calling" - The Clash - sei que estou me tornando meio cansativa de tanto que tenho falado de Londres aqui neste blog. É que esta cidade representa tanto para mim que tenho certeza de que a visitarei muitas e muitas vezes mais. Esta música começou a tocar quando pisei na terra da rainha, ao entrar na primeira loja do concorrente no retail tour. Por que vicia: o refrão "Loooonnnndon Calling" diz por si só, além do "at top of the dial" nos 3'03''. Adoro o Big Ben no começo do clipe também (do oficial que não consegui postar aqui sei lá por quê).





9. "Déjame Vivir": Jarabe de Palo amo músicas em espanhol e quem me apresentou esta banda foi o Du. Esta música é demais, a letra linda. Por que vicia: a voz dela é forte, as batidas e nos 1'32'' "Déjame vivir libre.. pero a mi manera".





10. Mala Vida - Nouvelle Vague - amo músicas em espanhol e esta banda é super versátil, pois eles são franceses. A voz da mulher é incrível e a música inteira linda. Por que vicia: por conta deste tecladinho no sopro  (aqui tem a versão deles no aeroporto) e "Cada día, se la traga mi corazón, dime tú porque te trato yo tan bien" nos 0'33'' e "Mi corazón" (1'16'')




Enjoy and have fun! :)


Nenhum comentário:

Postar um comentário