sábado, 6 de julho de 2013

Os Meus Sábados

Minha vida toda sempre apreciei as sextas-feiras. Elas proporcionam um misto dos compromissos da semana com a liberdade do fim de semana. 
Nunca tive problemas em ir para a escola, trabalhar, enfim, encarar as responsabilidades, então sempre levei os dias da semana numa boa.
É claro que hoje, me sinto um pouco mais cansada do que quando tinha vinte e poucos anos, que arrebentava de fazer tudo o que podia durante a semana, geralmente os melhores dias para badalar, apesar do incômodo de acordar cedo para a labuta no dia seguinte.

Quando comecei a namorar, aflorei para os domingos. Aquele dia da preguiça, da enrolação na cama, do cinema, do Fantástico.

Depois de mudar para minha própria casa, aprendi a apreciar muito mais o sábado. E consigo ver exatamente hoje com mais clareza, depois de, praticamente 1 mês e meio com a faxineira tocando a campainha às 7h30 da manhã todo sábado.
O problema jamais foi de acordar cedo. O incômodo é ter um ser estranho transitando no meu próprio lar e me privando do meu momento de solidão matinal. 
Adoro pegar o computador e passar por aqui, divagar na internet, assistir um filme bobo na TV, arrumar a casa do meu jeito e deixá-la um brinco, ficar de pijama, olhar para a janela e pensar no nada. Ficar no silêncio.

Hoje celebro este meu sábado de feriado com um sol mais do que maravilhoso, me chamando para desfrutar e aproveitar o que a vida tem de bom.

Paz e um ótimo feriado a todos!



#frommywindow


Nenhum comentário:

Postar um comentário