sábado, 19 de janeiro de 2013

Bye bye, Madeleine

Antes da minha mudança prá cá, quando ainda morava com meus pais, resolvi ir comprando as coisinhas aos poucos, já que não casamos e, portanto, não tivemos chá de nada e nem mesmo presentes de casamento para mobiliarmos nossa casa.

Fui no Pari com minha mãezinha, que me rendeu excelentes frutos. Lembro-me que comprei de cabide à tábua de passar roupas, sem contar nos inúmeros outros detalhes de cozinha que jamais achei que existissem.

Pois bem, entrando em uma lojinha que vendia de tudo, fui parar na ala de decoração de cerâmica. Diversos bichinhos desde os mais toscos até os legaizinhos. Acabei levando um pinguim (que nunca pousou em cima da minha geladeira porque ela é embutida), um jogo de galinha d'angola e um cofre de ovelhinha.

Ela é tão bonitinha que a comprei como decoração e não como cofrinho, pois ela não tem aquela tampinha embaixo para esvaziar quando quiser, é do modelo antigo: só esvazia à marretadas.

O Du logo se encantou com ela e a apelidou de Madeleine. Sei lá por que este nome, mas achei bonitinho e abracei a idéia.

Bem, combinamos que somente a encheríamos com moedas de 1 real e que quando fôssemos a estourar, faríamos uma aposta de quem chegava mais perto do valor teria direito a comprar alguma coisa para a casa de acordo com seu gosto.

Madeleine ia ficando mais e mais gordinha, até que chegou no ponto de não dar para colocar uma moedinha sequer. A deixamos de lado e compramos um porco maior para continuar depositando as moedas.

Isso faz mais de 1 ano e, sinceramente ficamos com tanto dó da bichinha que desistimos de quebrá-la. Mas... e o dinheiro ali parado, guardado? Mudamos nossos planos no meio do caminho e resolvemos colocar 100% na nossa poupança conjunta.

Até que, exatamente ontem, resolvi que era a hora. Chamei o Du e ele ignorou este momento tortuoso da nossa amada ovelhinha. Nada de cirurgia, tinha que ser à marretada.

Até que... PUM! Dei uma martelada e ela logo partiu no meio.
Notei que tinham muuuuitas moedas e, prá ser sincera minha expectativa esta em torno de uns 500 reais.

Bem, chegamos quaaase perto: 376 reais. Que irão direto para a nossa poupança fazer render para o Projeto Everest.

E a coitadinha? Agora vai sofrer uma nova cirurgia, desta vez, uma plástica. Não a abandorarei, afinal, ela é tão bonitinha...



Na mira


Fraturada


Revelando o ouro


Composição final


2 comentários:

  1. Hummmm... gostei da idéia. Qdo eu era criança sempre poupei num porquinho (era porquinho msm)!!!
    Nunca consegui tanta grana, a ansiedade para quebrar era gigante.
    Vou sugerir p a criançada lá de casa e farei um tb! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Total! É muito bom!
      Mas não vale aqueles cofrinhos que tem um buraquinho embaixo... tem que tirar as moedas dando martelada mesmo!
      Beijos!

      Excluir