terça-feira, 16 de outubro de 2012

domingo, 14 de outubro de 2012

De Barcelona

Para os amantes do Indie, uma musiquinha bem legal!
Dica da Maíra! Tks, Querida! :)






I'm From Barcelona - Come on



sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Jobs: gênio ou babaca?

Depois de muitos meses ou até anos de leitura intensa de livros didáticos, me permito a tirar férias de tanto conteúdo denso e me deleitar com a Biografia de Steve Jobs.

Na verdade, presenteei o Du com este exemplar no natal do ano passado, pois foi ele quem me mostrou o lado fascinante da maçã. Se ele leu até a página 150 foi muito. O livro ficou parado empoeirando em sua cabeceira até que tomei a decisão em colocá-lo na companhia de outros na minha estante.

Sempre tive um grande respeito pelas palavras impressas e confesso que toda esta revolução digital me assusta neste sentido. Posso até estar pensando com uma cabeça de dinossauro ou de uma pessoa conservadora resistente às mudanças, mas é complicado relutar contra nossas raízes. Nada como uma folha macia e levemente amarelada, uma boa capa, encadernação e uma Times New Roman.

Enfim.

Num belo feriado, resolvi que tentaria ler para entender um pouco mais o que este cara tecnológico tanto revolucionou o mundo e criou um legado de fãs.

No decorrer do livro, descobri um outro lado da leitura: pesquisei fotos, seus discursos e comerciais e foi incrível confrontar a minha imaginação e linha de pensamento que as palavras criavam na minha mente com a realidade. Certamente diferentes do meu invelt.

Sim, ele foi um cara notável, persistente e um gênio. E, ao conhecê-lo um pouco mais a fundo, pude aperfeiçoar minha concepção de "gênio". Não basta criar algo, tem que saber "ler coisas que ainda não foram impressas" e construir grandes projetos em conjunto com grandes profissionais. Porque é impossível mudarmos o mundo sozinhos.

Apesar de seu jeito que, segundo ele, era honesto demais e sem filtros (o qual discordo em partes), ele teve a sensibilidade de não aceitar nada menos do que o melhor e o perfeito, colocando a régua lá em cima e não se conformando com nada no patamar o.k..
Tinha audácia para cancelar algo em vias de seu lançamento em prol a algo melhor para agregar ainda mais valor ao produto e, consequentemente à marca.

Sinto muito pela família dele que sempre teve um papel secundário em sua vida, mas a missão de Jobs foi definitivamente se dedicar à Apple e à revolução digital, musical e de conteúdo das últimas décadas.

Sua capacidade de concentração e de ir até o final até conseguir o que idealizava é uma de suas características mais admiráveis, pois não basta ter uma grande idéia, ela não existirá se não foi executada. Sonhou alto e realizou feitos ambiciosos. O dinheiro era consequência de seu trabalho, além de ser um fator viabilizador de seus ideais.

E, mostrou que as pessoas que estiveram mais presentes enquanto somos mais jovens e estamos ainda aprendendo o que é o mundo, são aquelas que carregamos até o último de nossos dias. Temos história, vivências e conteúdo; ativos que não se apagam ao longo dos anos.

R.I.P. Steve Jobs. 





sábado, 6 de outubro de 2012

My B-day (II part)

<3

























My B-day

Essa semana foi uma semana longa, repleta de comemorações!
Fazer aniversário logo na segunda-feira deixa os outros dias sempre com gostinho de quero mais para chegar o fds!

Claro que neste dia acordei mais cedo. Abri a janela e o sol me parabenizou a chegada dos meus trinta anos.

Cheguei um pouco atrasada no trabalho e logo cedo o pessoal me cumprimentou. Fiz uma reuniãozinha de manhã e isso foi tudo que eu produzi. Difícil trabalhar em um dia desses, né?!

Muitas ligações de pessoas queridas ao longo do dia preencheram meu coraçãozinho.

Marquei um almoço em um restaurante super delícia, o Eat. A princípio, tinha reservado uns 20 lugares, mas foi chegando gente e mais gente e fomos agregando as mesas para caber todo mundo.

A Rérica querida se deslocou lá do Itaim para me ver e fiquei super contente com a presença dela e de todos que estavam ali. Por sorte, o dono do restaurante me deu um bolinho maravilhoso trufado e cantamos parabéns (ainda bem que foi um micro bolo que cada um comeu seu pedaço e não aquele petit gateau congelado que todo mundo come na mesma colher). Foi em grande estilo!

Chegando na minha mesa, o pessoal se juntou e me deu de presente um vestido da Farm super lindo e um cartão mais lindo ainda com muitas assinaturas e mensagens de felicidade.

Já tinha negociado com o meu chefe que sairia mais cedo e, com a notícia de que o site não ficaria pronto, saí antes do que o planejado. Fui para casa.

Chegando aqui, respondi algumas mensagens no Face e liguei na padaria para encomendar algumas gostosuras para minha família que viria à noite.

Mas o sol estava me convidando, clamando pelo meu nome e tive a brilhante idéia de ir ao Ibira para andar de bike.

Peguei um busão na porta de casa e parei no melhor portão possível: bem na frente da barraquinha do aluguel.
Peguei uma magrela e saí pedalando e pensando na vida.

O dia realmente estava tão maravilhoso que me preencheu de boas energias em uma data tão importante para mim. 
Dei algumas voltas, observei as pessoas, tirei fotos do parque e resolvi parar na praça da paz para admirar a paisagem.
Deitei na grama e agradeci a Deus por mais um ano, por estar viva, pela minha família, amigos, trabalho, enfim... tudo o que tenho ao meu redor (o que não é pouco!).


Já era a hora de partir, já que não queria ir tarde para não pegar o ônibus da volta muito cheio e não atrasar nos preparativos. O atraso felizmente não aconteceu, mas o busão sim. Afff!! Tinha até me esquecido como foi era o perrengue de me espremer entre as pessoas, mas estava tão tranquila que não achei tão ruim (Tks God for my car!).

Comprei uma torta de morango, afinal, niver sem morangos não é aniversário de verdade. Chegou minha família, me deram beijos, abraços, carinhos e presentes e não poderia finalizar este dia em melhor companhia.

Comemos, bebemos, demos risada e mais um parabéns.
Finalizei o dia cansada, mas feliz.

Obrigada a todos os amigos e família por existirem e estarem ao meu lado. Sem vocês, com certeza não seria nem metade do que sou e nem teria chegado até aqui.

Amo vocês.


sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Vício Musical

Quem nunca viciou em uma música, que atire a primeira pedra.
Quem nunca colocou aquela faixa no repeat, não sabe o que é música.
Sem contar que, o vício vai evoluindo e você até chega no ponto de adiantar um pedaço só para ouvir aquele ápice, os poucos segundos que são a razão para ela ficar na sua cabeça por dias e dias.

A bola da vez agora é o Miike Snow, Silvia.
Baixei este CD por conta da Cult Logic, que é fantástica também.
Mas o bom do shuffle é que ele te permite ouvir músicas que você não as colocaria por livre e espontânea vontade.

Adiante a Silvia até os 2:24 e entenderão o que estou falando.






I don't know Silvia...

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Present Tense

A song to inspire this special day.
The life's secret is to harmonize past, present and future.

Cheers!




Pearl Jam - Present Tense - the live version is better, focus on guitar chord. Amazing!