sexta-feira, 30 de março de 2012

Pseudo obra de arte

Remexendo no passado, encontrei uma foto antiga de um quadro que pintei.
Infelizmente não o tenho comigo nem nunca o terei.
E não é que o danado até que ficou legalzinho?!


(Infelizmente naquela época os recursos fotográficos eram limitados, que acabou comprometendo a foto)



quarta-feira, 28 de março de 2012

sábado, 24 de março de 2012

Semiótica vs. Branding

Organizando as poucas pastas do meu recente computador, encontrei uma redação que escrevi para a entrevista da Pós Graduação em Semiótica Psicanalítica na PUC.
Sim, é isso. Mais uma prova de que tenho que ouvir ainda mais a vozinha do meu coração.


Na íntegra:



São Paulo, 07 de Fevereiro de 2010.



Meu nome é Mariana Ferreira Pires, tenho 27 anos e venho por meio desta contar o porquê da minha escolha pela Pós-Graduação em Semiótica Analítica na PUC.
Cursei Publicidade e Propaganda no Mackenzie em 2001. No primeiro ano, tive dois módulos de Comunicação & Semiótica, nos quais me identifiquei desde o início. No primeiro deles, fui sorteada e ganhei um livro da área. Não foi por acaso. Durante os estágios que fiz na faculdade, percebi que a parte de Comunicação era a que mais gostava. Fazendo um balanço do curso como um todo, esta foi a matéria que mais tive vontade de me aprofundar, pelo seu complexo tema e abordagens. Os professores que lecionavam Semiótica eram muito competentes e um deles, inclusive, estava naquele ano concluindo sua tese do mestrado em Semiótica na PUC.
Ao me formar em 2004, busquei a PUC para saber mais sobre o curso. Depois de muito pensar, resolvi esperar um pouco para ingressar na Pós-Graduação, pois era muito cedo, precisava sentir que rumo que iria a minha carreira e amadurecer um pouco mais profissionalmente. Durante este tempo, me dediquei ao estudo de idiomas.
Quase 5 anos se passaram e comecei a pensar em voltar a estudar. Em 2009, fiz um curso de Branding na ESPM para me adentrar um pouco mais naquela área em que, a princípio, seria a minha escolha para a Pós-Graduação.
Numa determinada aula, tudo fez sentido: dentro do Branding havia Semiótica!
E por que optei em cursar Semiótica e não Branding?
Tenho desde jovem uma vontade de me aprofundar na área da Psicologia, não como profissão, mas sim para conhecimento. Este curso me parece adequado, pois junto à Psicanálise, a Comunicação. Sou fascinada em saber o porquê das coisas, em entender a linguagem subjetiva que há por trás de qualquer comunicação que vejo diariamente.
Tenho certeza de que este conteúdo contribuirá bastante para a minha carreira e com esta Pós-Graduação no meu currículo, vou me diferenciar dos outros profissionais do mercado. Além disso, esta especialização me dará maior embasamento para tomar determinadas decisões no trabalho e, no futuro, escrever.


:)


Sim, a minha intenção foi realmente me diferenciar, fazer algo e pensar em coisas que os cursos "enlatados" da FGV, Ibmec e por aí vai não apresentam para seus fiéis discípulos.

Agora para fechar com chave de ouro e pegar o diploma, estou focando 100% das minhas energias na Monografia. O aprendizado começa agora.


Perestroika

Há pouco, descobri esta escolha, a Perestroika.


Ela vem de Porto Alegre, mas já está com um pezinho no Rio e em Sampa.
Para quem é da área de comunicação, estes cursos são um prato cheio.
Eu com certeza irei fazer algum no 2. semestre, já que até Julho estou enforcada com a Monografia.
E, de quebra ainda tem um blog com diversos assuntos legais.


Essa dica é vale mais do que ouro, é de diamante :)






Dica para mim mesma


Começo este post invertido, com a imagem antes do texto.

Sim, li esta frase e percebi que ela foi feita exatamente para mim.
Tenho pensado ultimamente que, quantas vezes deixo de ouvir a vozinha que sai daqui de dentro e, passado algum tempo depois, percebo que se a tivesse escutado, poderia ter encurtado alguns caminhos.

Bem, é assim que se vive, aprendendo com os erros e acertos.
O que importa é seguir adiante levando toda esta bagagem para decisões futuras.


quinta-feira, 22 de março de 2012

Dia do Blogueiro

Há 2 dias atrás, 20/março foi comemorado o dia dos blogueiros!


Sim, há exatos 1 ano e 7 meses me tornei uma. A cada dia descobrindo algo novo, desbravando oceanos ainda não navegados e me reencontrando pouco a pouco neste cantinho tão especial, tão meu e tão incrível.


A todos os blogueiros deste Brasil e do mundo que digitam sentimentos e compartilham mais do que emoções... um brinde!





terça-feira, 20 de março de 2012

Só sei dançar com você

O Du vive reclamando que eu fico fazendo mil coisas ao dirigir, menos prestar atenção no trânsito.
Confesso que adoro ouvir música e, aquelas que sempre quis saber quem canta, agora não é mais mistério. Depois do app Soundhound minha vida mudou!
Deixo registrado ali todas as músicas que vibro ao tocar para depois baixar da internet para ouvir incansavelmente...

Essa semana, Tulipa Ruiz soou diferente em meus ouvidos e coração.

Dedico esta canção tão gostosa de ouvir para o grande Amor da minha vida.
Amo você! <3



sábado, 17 de março de 2012

Agora vai!

Desde pequena sempre fui hiperativa, pulava o tempo todo, saracuteava, tanto é que ballet nunca vingou comigo. Parado demais.
Tentei natação, mas detestava. Inventava que estava com dor de barriga só para não entrar naquela piscina gelada com a touca que estrangulava meu cérebro. Aprendi a nadar e foi só.
Dei a sorte da minha querida mãe me colocar na ginástica olímpica. Amei.
Fiz por alguns anos, o que me rendeu estas costas largas e bastante elasticidade.
Era a menorzinha e mais magrela da turma.
Depois de cansar de fazer tantas piruetas, engatei no basquete.
Esse sim, joguei com louvor, era uma das melhores da turma.
Rapidinha, esperta e acertava as bolas de longe. As grandalhonas queriam me matar!


A adolescência foi chegando e as aulas de educação física na escola nunca mais foram as mesmas. Cheguei a dar um atestado falso para não ter que fazer as aulas, queria mesmo é passear, fofocar e paquerar na aula vaga.


Depois de mais velha, fazer exercício para mim virou um tabu.
Trabalho, estudo (e na época, baladas) e nada de tempo para me exercitar.


Há uns bons 3 anos cheguei a fazer uns 8 meses de yoga, mas depois das férias na Europa, a vontade de voltar não veio junto. Parei.


Entrei na Alpargatas e, desde minha primeira semana, a pressão silenciosa para correr gritava em meus ouvidos.
Não só porque trabalho com corrida, mas também que pelo fato de trabalhar para Mizuno, tenho regalias como nenhuma outra área tem. Quanta gente querendo e eu desperdiçando.


Resolvi ir para a tal da Academia Fórmula. Cheguei no professor (um negão enoooorme e sarado), disse que queria começar correr. Ele me fez meia dúzia de perguntas e passou uma musculação pesada e uma meia hora de corre-anda-corre-anda.


Ao me despedir dele, ele falou: tomara que você volte!
Acho que ele percebeu que não me identifiquei. Não pisei mais lá nem para retirar minha carteirinha.


Este ano, com novas perspectivas e com o projeto Balzaquiana, resolvi que daria uma nova chance para a corrida.


Entrei na assessoria esportiva com o pessoal do trabalho, clima excelente, pessoas ótimas, professor 10.
Fiz 2 aulas, inclusive uma delas registrei aqui no blog. 
Na 3a, já dei desculpas para não ir e desisti.


Depois de uns dias querendo justificar a mim mesma minha desistência, percebi que estava forçando a fazer algo que definitivamente NÃO GOSTO, acho chato, cansativo demais, pesado demais. Ainda bem que tem gente que adora e que cada um é diferente do outro.


Decidi que não irei mais fazer as coisas pelos outros e entrei na aula de Pilates.


Tinha feito uma pesquisa na primeira semana de janeiro, mas ensaiei para marcar a aula teste.
Aquele lugar que achei bem simpático, que conversei mais com a professora e com um preço justo, bem pertinho de casa, foi o que eu resolvi testar.


Achei a aula teste meio forte, fiquei com as batatas da perna bem doloridas, mas valeu a pena e resolvi tentar.


Marquei a primeira aula de verdade. Aquele monte de aparelhos com 1001 utilidades, me deixaram com as pernas bambas!


É lógico que paguei somente 1 mês, 1x por semana, só para garantir.
Saí de lá dizendo para professora: "Gostei da aula, agora tomara que eu vingue".


Vou ficar bem sarada no próximo verão e chegar no 30 melhor que nos 20.
O melhor de tudo é exercitar o corpo e a mente, além de espairecer com algo que gosto.




quarta-feira, 14 de março de 2012

Adoro piscina, mas o Mar.... ahhh o Mar....


Confesso que não sei como consegui ficar tanto tempo de viajar para a praia.
Foram alguns contratempos, compromissos mil aos finais de semana, sem contar que estamos querendo fazer algumas economias, então, acabamos sempre postergando.


Mas este fds fomos determinados: arrumamos nossas malas e seguimos viagem!




Ficamos em um hotelzinho em Paúba que já conhecíamos. Apesar de não gostar desta praia, o hotel é excelente e fica bem pertinho daquela que a gente mais ama: Toque Toque Pequeno!


Essa praia tem uma aura, uma magia, pois foi lá onde tudo começou.
E, retornar lá depois de exatos 4 anos e 8 meses que estamos juntos foi especial.
O fds foi perfeito, super sol, cervejinhas, sucos e petiscos gostosos!
Ainda ganhei um mimo super lindo do meu amor, uma sandália que é a minha cara.


À noite comemos um peixinho prá lá de bão no Os Alemão e fomos dormir cedo para curtir a praia no domingão.


Mergulhei mil vezes do mar e só agradecia por estar lá, por estar viva, por ser quem sou, ter este homem espetacular ao meu lado, pela minha família, amigos, trabalho e tantas oportunidades que estão por vir.


Recarreguei minhas energias e aí vou eu!






Mood board by Hipstamatic. Fantastic!

quinta-feira, 8 de março de 2012

The dark side of the force

Sim, todos temos segredos. Dos mais cabeludos, até os mais leves.
Alguns até contamos, outros, ficarão trancados às 7 chaves até o resto de nossas vidas.


Como válvula de escape, este site muito inteligente (e pesado, diga-se de passagem) criou um espaço para que as pessoas anonimamente postassem seu lado mais negro ali.


Aí está: http://www.postsecret.com/


domingo, 4 de março de 2012

I Can Read

Eita sitezinho bom que é esse: icanread.tumblr.com

Entro diariamente para conferir as mensagens do dia.

Nada melhor para me expressar como esta:


So... here I go!

sábado, 3 de março de 2012

Consumo consciente

Apesar de ter mil assuntos para abordar aqui, não tenho como deixar de me manifestar sobre o Blog da Joanna Moura do um ano sem Zara, onde sua saga chega ao fim.


Tomei conhecimento do desafio dela em ficar 1 ano sem comprar roupas e reciclar tudo o que tinha numa matéria na Veja SP. Desde então, me interessei pelo tema. O blog dela entrou aqui na minha listagem de preferidos e acompanhei dia após dia cada look lindo e estiloso que ela conseguiu criar, sem repetir nenhuma roupa dos pés à cabeça.


É claro que para ela ter aceitado o desafio, ela acumulou um guarda-roupa incrível e eclético de suas gastanças desenfreadas no Brasil e afora. (confesso que não conseguiria, apesar de gostar de moda e considerar que me visto bem!)


Sentirei falta de acompanhar sua saga, mas fiquei sabendo que o blog será reciclado e terá continuação! Eba!


Admiro a idéia tão inovadora desta garota que transformou seu problema em vitória.
A inspiração de tudo isso partiu do filme "Delírios de consumo de Becky Bloom". Tá aí o link do trailer.


Bora economizar?







Trailer Delírios de consumo de Becky Bloom